Crédito e economia abalam humor pré-feriado das bolsas nos EUA

As bolsas de valores dos EstadosUnidos fecharam em queda nesta quarta-feira, por preocupaçõesde que os problemas no mercado imobiliário podem piorar eprejudicar a economia, deixando investidores inquietos antes doferiado de Ação de Graças no país. O índice Dow Jones recuou 1,62 por cento, a 12.799 pontos,menor fechamento desde abril. O Standard & Poor's 500 declinou1,59 por cento, para 1.416 pontos. O termômetro de tecnologiaNasdaq perdeu 1,33 por cento, a 2.562 pontos. O secretário do Tesouro, Henry Paulson, enfatizou um dosprincipais temas da semana, dizendo ao The Wall Street Journalque o número de potenciais inadimplências no pagamento dehipotecas nos EUA será significativamente maior em 2008 emcomparação com 2007. Companhias do setor financeiro, incluindo o Goldman Sachs,lideraram as maiores quedas junto à General Electric . Ações de concessoras de hipotecas, incluindo a CountrywideFinancial, também desvalorizaram. Temores de mais exposição aomercado imobiliário de alto risco causaram, ainda, a queda nospapéís de seguradoras, como American International Group . "Parece que há mais evidências de que (empresas)financeiras estão com problemas maiores do que pensávamos, e asbaixas contábeis serão piores do que foi inicialmenteestimado", disse Peter Dunay, estrategista de investimentos daLeeb Capital Management em Nova York. Além disso, a possibilidade de o barril do petróleo chegara 100 dólares prejudicou empresas manufatureiras e varejistaspor medo de que o impacto do aumento do preço do combustívelafete o consumo.

KRISTINA COOKE, REUTERS

21 de novembro de 2007 | 20h52

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.