Crédito para veículos cai 0,2% em maio, mostra Banco Central

Em 12 meses, no entanto, ainda é verificado um crescimento no financiamento de automóveis para pessoa física

Eduardo Cucolo e Célia Froufe, da Agência Estado,

25 de junho de 2013 | 11h08

BRASÍLIA - O estoque de operações de crédito livre para compra de veículos por pessoas físicas recuou 0,2% em maio ante abril, conforme informou o Banco Central nesta terça-feira, 25.

Com isso, o total de recursos para aquisição de automóveis por esse grupo de clientes ficou em R$ 192,074 bilhões no mês passado. No acumulado do ano até maio, houve retração de 0,6%, mas, em 12 meses ainda é verificado um crescimento de 4,1%.

As concessões acumuladas no mês de maio para financiamento de veículos para pessoa física somaram R$ 7,444 bilhões, o que representa uma queda de 2,9% em relação ao mês anterior. No acumulado do ano, a retração é de 0,8% e, em 12 meses, o recuo é de 4,6%. O BC informou ainda que o saldo de operações de leasing para compra de veículos por pessoas físicas registrou queda de 6,7% em maio ante abril. O saldo ficou em R$ 12,642 bilhões no mês passado. No ano, a queda é de 28,7% e, em 12 meses, de 52,9%.

Casa própria

As operações de crédito direcionadas para habitação no segmento pessoa física cresceram 2,9% em maio sobre abril, totalizando R$ 289,637 bilhões. Segundo o Banco Central, no acumulado em 12 meses até maio, a expansão desse tipo de crédito está em 35,1%. No acumulado do ano, houve crescimento de 13,4%.

Do valor total do crédito imobiliário, R$ 259,474 bilhões se referem a empréstimos concedidos com taxas reguladas pelo governo e R$ 30,163 bilhões a taxas de mercado. O BC deixou de incorporar nesses dados, as operações com crédito livre alegando que são residuais.

As operações com taxa de mercado registraram expansão de 3,9% em maio e de 43,1% em 12 meses até o mês passado. Já os financiamentos a taxas reguladas avançaram 2,8% no mês passado e 34,3% em 12 meses.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.