Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Crise da zona do euro persistirá, diz Fitch

Segundo a agência, a falta de uma solução abrangente para os problemas da região deve fazer com que crise continue, pontuada por episódios de volatilidade nos mercados financeiros

Álvaro Campos, da Agência Estado,

20 de dezembro de 2011 | 14h16

SÃO PAULO - A agência de classificação de risco Fitch divulgou nesta terça-feira, 20, um relatório no qual afirma que a escalada na crise da dívida na zona do euro desde julho gera um choque negativo significativo para a economia e o setor financeiro da região, com consequências adversas para os ratings soberanos do bloco.

"Na ausência de uma 'solução abrangente', já que em vez disso os políticos estão adotando uma abordagem gradual para implementar a estrutura institucional e política para uma zona do euro mais viável e em última instância uma maior união fiscal, a Fitch espera que a crise da zona do euro persista e seja pontuada por episódios de severa volatilidade nos mercados financeiros", diz o relatório.

A Fitch lembra que diversas reuniões de cúpula da União Europeia não conseguiram estabelecer um caminho claro para uma reforma fundamental na União Econômica e Monetária e criar um proteção financeira credível contra a expansão da crise, enquanto o reconhecimento de líderes políticos do potencial de um Estado membro deixar a zona do euro tem prejudicado a confiança. "Na opinião da Fitch, um compromisso mais ativo e explícito do Banco Central Europeu (BCE) é necessário para mitigar o risco de uma autorrealizável crise de liquidez para Estados membros solventes da zona do euro".

A agência lembra que o aperto nas condições financeiras, a queda na confiança e novas medidas de austeridade a levaram a revisar para baixo suas projeções para o crescimento d PIB da zona do euro para apenas 0,4% em 2012, após expansão de 1,6% este ano.

Tudo o que sabemos sobre:
fitchcrisezona do euro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.