CSN adere ao Refis e paga R$ 103 mi hoje à Receita

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) aderiu ao programa de parcelamento dos débitos de Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas e de Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (REFIS) decorrentes da aplicação do art. 74 da Medida Provisória 2.158-35/01, referente à tributação dos lucros auferidos por controladas no exterior.

MARCELLE GUTIERREZ, Agencia Estado

29 de novembro de 2013 | 21h56

A adesão implicará, após a utilização de créditos decorrentes de prejuízos fiscais e de base de cálculo negativa da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido, em pagamento à Receita Federal de R$ 103 milhões hoje e de R$ 463 milhões parcelados em 179 meses, corrigidas pela Selic.

A empresa informou, em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que os débitos são referentes ao período de 2004 a 2009, com redução de 80% das multas de mora e de ofício e 50% dos juros de mora, cujo efeito será registrado no resultado do 4º trimestre de 2013.

Tudo o que sabemos sobre:
CSNRefis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.