CSN aumentará preço à distribuição a partir do dia 1º

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) anunciou aumento de preços entre 4% e 7% para a rede de distribuição, segundo fontes do setor. O aumento, que foi informado aos distribuidores por telefone, estará em vigor a partir do dia 1º de setembro.

FERNANDA GUIMARÃES, Agencia Estado

27 de agosto de 2012 | 11h01

Entre as fabricantes nacionais de aço plano, a CSN foi a última a anunciar reajustes. A Usiminas e ArcelorMittal aumentaram seus preços em julho. No caso da Usiminas, o reajuste foi entre 5% e 7%, para quatro linhas de produtos, de acordo com a própria empresa.

Na semana passada, o diretor Comercial da CSN, Luis Fernando Martinez, disse à Agência Estado que a empresa não estava estudando um aumento de preços no momento e que a estratégia da empresa era conquistar o espaço no mercado ocupado hoje pelos produtos importados.

Tudo o que sabemos sobre:
CSNpreçosaumento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.