CSN fecha acordo para venda de minério de Casa de Pedra

A Companhia Siderúrgica Nacionalanunciou nesta terça-feira seu primeiro contrato de longo prazode fornecimento de minério de ferro depois que venceu disputajudicial com a Vale . Os contratos assinados com a Gulf Industrial Investment,uma empresa do Barein, envolvem fornecimento de minério finopara pelotas produzido a partir das minas de Casa de Pedra e dasubsidiária Namisa, informou a CSN em comunicado ao mercado. O acordo tem prazo de 25 anos a partir de 2009 com umvolume mínimo contratado de 183,3 milhões de toneladas. "As condições comerciais de tais contratos são condizentescom aquelas praticadas no mercado internacional de minério deferro, inclusive no que se refere a preço e critérios dereajuste", informou a CSN. As ações da CSN operavam em queda de cerca de 2 por centologo após a abertura da Bovespa, que caía 1,75 por cento às10h. A CSN tem intenção de vender parte da Namisa este ano eavalia estudos para uma oferta de ações da mina Casa de Pedra. Em janeiro deste ano, o Supremo Tribunal Federal decidiucontra a Vale em uma tentativa da empresa de manter seu direitode preferência do minério de ferro excedente da mina Casa dePedra. "O contrato é positivo para eles, porque uma das grandesquestões do mercado era saber se as capacidades que estão sendodesenvolvidas pela CSN vão ter comprador", disse o analistaRodrigo Ferraz, da corretora Brascan. "Esse contrato dá um nível de segurança no sentido de que aprodução será vendida", acrescentou o analista afirmando que oo acordo equivale a cerca de 10 por cento da produção estimadade minério de ferro de Casa de Pedra para 2013, de 70 milhõesde toneladas. A mina de Casa de Pedra fez parte do descruzamentoacionário entre Vale e CSN em 2001, quando a mineradora ficoucom direito de comprar o minério excedente à utilizada naprodução de aço pela siderúrgica. Após comprar várias mineradoras no Brasil, o ConselhoAdministrativo de Defesa Econômica (Cade) decidiu que a Valeteria que optar entre manter o direito de preferência ou vendera mineradora Ferteco. A Vale recorreu da decisão mas perdeueste ano e a CSN ficou liberada para vender o minérioexcedente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.