CSN passa a ter 10,84% das ações ON da Usiminas

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) anunciou na noite de hoje ao mercado que elevou sua participação no capital social da Usiminas por meio da aquisições de ações ordinárias e ações preferenciais. Assim, a CSN passou a deter 10,84% das ações ordinárias e 10,20% das ações preferenciais da Usiminas. No último informe sobre participação acionária, a CSN detinha 10,01% das ON e 5,25% das PN.

EQUIPE AE, Agencia Estado

28 de julho de 2011 | 10h26

A CSN não detém direitos adicionais de subscrição de ações, de opções de compra de ações, de debêntures, nem qualquer acordo ou contrato regulando o exercício do direito de voto ou a compra e venda de valores mobiliários de emissão da Usiminas. Em fato relevante, a CSN afirma ainda que a empresa continua avaliando alternativas estratégicas com relação ao seu investimento na Usiminas.

No início deste mês, o presidente da CSN, Benjamin Steinbruch, disse que a empresa tem todo interesse em comprar a fatia da Camargo Corrêa ou da Votorantim no capital da Usiminas se essas empresas decidirem se desfazer do negócio. "A Usiminas é uma boa empresa, mas comprar a participação depende do interesse da Camargo e da Votorantim de vender", disse o executivo.

Conforme a Lei das S/A, um acionista precisa possuir pelo menos 15% do total de ações com direito a voto ou 10% das ações preferenciais para ter direito de eleger e destituir um membro e seu suplente do conselho de administração.

Tudo o que sabemos sobre:
CSNaçõesUsiminas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.