CSN registra oferta por Cimpor e mantém preço em 5,75 euros

O órgão regulador do mercado acionário de Portugal (CMVM) registrou a oferta de aquisição da cimenteira Cimpor feita pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) nesta quinta-feira. O valor da oferta do grupo brasileiro se manteve o mesmo do anunciado em dezembro, de 5,75 euros por ação.

REUTERS

28 Janeiro 2010 | 07h52

Com o registro da oferta, o relógio começou a tocar sobre a oferta hostil de aquisição e com isso a CSN tem até 17 fevereiro para convencer os acionistas da Cimpor a venderem pelo menos 50 por cento mais uma ação da cimenteira portuguesa.

"A CSN revela a importância deste momento no processo da oferta ao reafirmar seu interesse pela Cimpor. Estamos fazendo uma oferta séria, expressa em mais-valias financeiras para os acionistas que estejam disponíveis para vender", disse um representante oficial da CSN à Reuters.

"Estamos fazendo uma oferta responsável, ao ganratir que a Cimpor continuará com o centro de decisão em Lisboa e cotada na bolsa de valores desta cidade, estando a CSN disponível para trabalhar com os acionistas portugueses que queiram continuar na Cimpor."

O banco Espírito Santo de Investimento é o intermediário financeiro da oferta da CSN.

A oferta da CSN, avaliada em 3,86 bilhões de euros, foi seguida por uma proposta de fusão com as operações de cimento da Camargo Corrêa, mas a CMVM deu ao grupo brasileiro até a próxima segunda-feira para lançar uma proposta rival de aquisição da Cimpor ou retirar a sua oferta.

Além da Camargo Correêa, a Votorantim também confirmou que mantém, desde 2008, contatos diretos com acionistas da Cimpor para a aquisição de uma participação minoritária, mas não tomou ainda qualquer decisão.

Apesar da Cimpor ter uma estrutura acionária fragmentada, os maiores acionistas controlam mais de 80 por cento do capital da cimenteira.

O maior acionista da Cimpor é a construtora Teixeira Duarte com 23 por cento do capital, tendo a francesa Lafarge 17,3 por cento, Manuel Fino 10,7 por cento, o Fundo de Pensões do Millennium bcp 10 por cento e a estatal Caixa Geral de Depósitos 9,6 por cento.

A Cimpor está entre as 10 maiores produtoras de cimento do mundo, com uma capacidade de produção de 36 milhões de toneladas anuais com clinker próprio.

(Por Filipa Cunha Lima e Sérgio Gonçalves)

Mais conteúdo sobre:
SIDERURGIA, CSN, CIMPOR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.