CSN tem prejuízo líquido de R$ 487,09 mi no 4º trimestre

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) reportou, nesta sexta-feira, 28, um prejuízo líquido de R$ 487,096 milhões no quarto trimestre de 2013, revertendo o lucro líquido de R$ 316,137 milhões visto em igual intervalo do ano anterior. No terceiro trimestre do ano passado, a empresa havia apresentado um lucro de R$ 503 milhões. Em 2013, a siderúrgica reportou lucro líquido de R$ 533,994 milhões, ante prejuízo de R$ 480,574 milhões em 2012.

FERNANDA GUIMARÃES, Agencia Estado

28 de fevereiro de 2014 | 09h29

O prejuízo líquido de R$ 487,096 milhões não estava sendo projeto pelo mercado. A média da projeção de cinco instituições financeiras consultadas pelo Broadcast, serviço de informações da Agência Estado, (Citi, Credit Suisse, Goldman Sachs, Itaú BBA e JPMorgan) apontava para um lucro líquido de R$ 413,6 milhões no período.

O Ebitda ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) do período de outubro a dezembro ficou em R$ 1,756 bilhão, alta de 43,7% ante o quarto trimestre do ano anterior. Na comparação com o terceiro trimestre do ano, o Ebitda subiu 6,3%. No acumulado do ano passado, o Ebitda foi de R$ 5,404 bilhões, alta de 19,24%. A geração de caixa medida pelo Ebitda de R$ 1,756 bilhão veio 17% acima da médias das estimativas, que era de R$ 1,5 bilhão. A margem Ebitda ainda no trimestre passado foi de 32%, ante 27% no quarto trimestre de 2012 e de 31% ante o terceiro trimestre de 2013.

A receita líquida consolidada, por sua vez, atingiu R$ 4,949 bilhões no quarto trimestre do ano passado, alta de 7,6% na relação anual e de 6,2% na trimestral. No ano, a receita ficou em R$ 17,312 bilhões, crescimento de 13,7%. A receita líquida também veio acima (+9,5%) das projeções (R$ 4,52 bilhões). O Broadcast considera que o resultado está em linha com as projeções quando a variação para cima ou para baixo é de até 5%.

Tudo o que sabemos sobre:
CSNbalanço4º trimestre 2013

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.