Custo da construção sobe 1,24% em maio

Em 12 meses até maio, a alta acumulada é de 7,19%, diz a FGV 

Beatriz Nulla, da Agência Estado,

27 de maio de 2013 | 08h28

O Índice Nacional de Custos da Construção - Mercado (INCC-M) subiu 1,24% em maio, mostrando aceleração ante a alta de 0,84% de abril, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta segunda-feira, 27. A taxa ficou dentro do intervalo das estimativas dos analistas do mercado financeiro consultados pelo AE Projeções (0,70% a 1,25%) e acima da mediana (0,87%). No ano, o índice acumula avanço de 3,59%. Em 12 meses até maio, a alta acumulada é de 7,19%.

O grupo Materiais, Equipamentos e Serviços registrou variação de 0,56% em maio, de 0,50% apurado na leitura do mês anterior. O índice relativo a Materiais e Equipamentos subiu 0,65% neste mês, ante 0,46% em abril, enquanto o referente a Serviços avançou 0,19% em maio, ante 0,67% em abril. O índice referente à Mão de Obra, por sua vez, subiu 1,88% no quinto mês ano. Em abril, a taxa havia sido de 1,15%. O INCC-M foi calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 de abril e 20 de maio.

Capitais

Três das sete capitais analisadas para o cálculo do INCC-M apresentaram aceleração no indicador na passagem de abril para maio. O índice geral passou de 0,84% para 1,24% no período.

As capitais que registraram aceleração foram Brasília (de 0,13% para 0,22%), Recife (de 0,11% para 0,17%) e São Paulo (de 0,30% para 2,09%). Salvador (de 3,89% para 0,27%), Rio de Janeiro (de 2,88% para 2,44%) e Porto Alegre (de 0,33% para 0,29%) registraram desaceleração e Belo horizonte manteve estabilidade, repetindo a marca de 0,13%.

Tudo o que sabemos sobre:
construçãocustoINCC-Mmaio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.