Custos pressionam e Daimler tem recuo no lucro

A montadora alemã Daimler manteve suas projeções de ganhos neste ano, apesar de ter registrado queda no lucro líquido para 1,43 bilhão de euros no segundo trimestre deste ano, de 1,61 bilhão de euros no mesmo período do ano passado. O Ebit caiu para 2,24 bilhões de euros, de 2,58 bilhões de euros, e a receita cresceu 10%, para 28,9 bilhões de euros, puxada pelo aumento de 8% nas vendas de veículos, para 570.300 unidades.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

25 de julho de 2012 | 08h45

A previsão dos analistas era de lucro líquido de 1,36 bilhão de euros, Ebit de 2,13 bilhões de euros e receita de 27,6 bilhões de euros. Os resultados foram pressionados pelos custos dos novos veículos, da tecnologia e da expansão da produção, que mais do que contrabalançaram as vendas maiores na divisão de caminhões e da marca de luxo Mercedes-Benz. Às 8h20 (de Brasília), a ação da Damiler subia 4,29% em Frankfurt.

A divisão Mercedes-Benz Cars - que inclui as marcas Mercedes-Benz, Smart e Maybach - contribuiu com 1,31 bilhão de euros para o Ebit da Daimler no segundo trimestre, uma queda de 16% sobre o mesmo período do ano passado. A divisão de caminhões, que é a maior montadora de veículos comerciais do mundo em receita, colaborou com 524 milhões de euros, uma alta de 8% na mesma comparação.

A Daimler afirmou esperar que a receita e as vendas em todo o ano subam em relação a 2011 e que o Ebit fique em torno de 8,76 bilhões de euros (US$ 10,6 bilhões). "No entanto, as incertezas econômicas e os riscos existem em quase todas as regiões, por isso permanecemos vigilantes na monitoração dos acontecimentos econômicos gerais e dos mercados voláteis", declarou o executivo-chefe, Dieter Zetsche.

O segmento de carros de luxo tem sido amplamente poupado dos problemas na Europa Ocidental que prejudicaram os mercados de massa mais sensíveis aos preços, em razão do aumento da demanda na China e na América do Norte. Mas a desaceleração do crescimento chinês espalhou receios de uma redução da demanda. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Daimlerbalançosegundo trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.