Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

CVM aplica R$ 3,9 milhões em multas no terceiro trimestre de 2021

Com o resultado, as multas da Comissão de Valores Mobiliários acumulam R$ 10,9 milhões em 2021 até setembro, valor abaixo de 2020 completo, que foi inflado por multa de R$ 771 milhões

Bruno Villas Bôas, O Estado de S.Paulo

29 de dezembro de 2021 | 13h48

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aplicou multas que somam R$ 3,978 milhões a 15 acusados, no terceiro trimestre deste ano. O relatório divulgado pela autarquia nesta quarta-feira, 29, mostra que outros nove acusados foram advertidos e um foi proibido de atuar no mercado de capitais.

As multas aplicadas pela CVM acumulam R$ 10,9 milhões em 2021 até setembro, valor abaixo de 2020 completo (R$ 950 milhões).

Entretanto, o valor do ano passado foi inflado por uma multa de R$ 771 milhões em administradores financeiros do Rio Previdência, acusados de uma fraude que drenou quase meio bilhão de reais do fundo.

A CVM informou ainda que foram aprovados 11 termos de compromissos durante as reuniões do colegiado no terceiro trimestre, totalizando R$ 7,24 milhões, valor abaixo do registrado no mesmo período do ano passado (R$ 8 milhões). No acumulado do ano, os acordos para encerrar processos somam R$ 31,66 milhões.

A autarquia encaminhou ainda 32 ofícios aos ministérios públicos estaduais (MPE) e 21 ofícios ao Ministério Público Federal (MPF). Dos 53 registros no período, 31 estão relacionados a indícios de pirâmides financeiras. Nos nove primeiros meses de 2021, 158 indícios de crime, em geral, foram comunicados ao MP.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.