Divulgação/Cielo
Divulgação/Cielo

CVM aceita acordo de R$ 85 mil com diretor da Cielo para encerrar processo

O processo foi iniciado após a empresa apresentar a relação de endereços de acionistas sem os respectivos nomes

Bruno Villas Bôas, O Estado de S.Paulo

16 de março de 2022 | 15h45

Rio - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aceitou nesta quart-afeira, 16, uma proposta de acordo apresentada por Gustavo Sousa, presidente da Cielo, para encerrar um processo administrativo da época em que era diretor de relações com investidores da companhia. Ele vai pagar R$ 85 mil para a autarquia.

O processo foi instaurado pela Superintendência de Relações com Empresas após a empresa apresentar a relação de endereços de acionistas sem os respectivos nomes. Questionada, a empresa alegou que a identificação dos acionistas (nome, CPF, razão social) representaria “dados pessoais” e não havia previsão legal para isso.

A Procuradoria Federal Especializada junto à Autarquia concluiu não existir impedimento jurídico para a celebração do acordo. Após negociações com o Comitê de Termo de Compromisso, o proponente se comprometeu a pagar para a autarquia, em parcela única, o valor de R$ 85 mil. Com o acordo, o processo será encerrado pela CVM.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.