Dado de moradias e setor de tecnologia ajudam índices em NY

As bolsas de valores dos Estados Unidos subiram nesta terça-feira, à medida que um inesperado aumento na construção de casas novas ajudou as ações da Home Depot e de outras varejistas.

CHUCK MIKOLAJCZAK, REUTERS

17 de março de 2009 | 18h14

Além disso, comentários otimistas de uma corretora sobre a Cisco Systems animaram os papéis do setor de tecnologia.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, fechou em alta de 2,48 por cento, a 7.395 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq disparou 4,14 por cento, para 1.462 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve forte valorização de 3,21 por cento, a 778 pontos.

Uma alta de quase 4 por cento nos contratos futuros do petróleo bruto impulsionou as ações de empresas do setor de energia. Os papéis da Chevron avançaram 3,8 por cento, a 65,31 dólares, ficando na lista das maiores valorizações do índice Dow Jones.

As ações da varejista Home Depot's também estiveram entre os maiores avanços, ganhando 6,7 por cento, para 21,48 dólares, depois de dados mostrarem que a construção de novas moradias cresceu 22,2 por cento em fevereiro e após uma corretora ter aumentado suas previsões para várias empresas do setor, assinalando uma perspectiva de melhora para a economia.

O índice Nasdaq reverteu a queda de 1,9 por cento da véspera, depois que o Goldman disse que investidores deveriam comprar ações da Cisco Systems, com perspectivas de que um novo servidor deva elevar os lucros da companhia. Os papéis da empresa avançaram 4,5 por cento, a 16,14 dólares.

"Os investidores estão começando a ter a percepção de que as coisas estão se estabilizando. Elas não estão ficando piores", afirmou Terry Morris, administrador de portfólios na National Penn Investors Trust Company em Reading, Pensilvânia.

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.