Danone planeja fechar três fábricas europeias de lácteos

A empresa francesa de alimentos Danone disse nesta quarta-feira que planeja fechar três fábricas na Itália, Alemanha e Hungria e cortar 325 postos de trabalho para lidar com a queda na demanda por produtos lácteos frescos.

REUTERS

11 de junho de 2014 | 08h28

A maior fabricante de iogurte do mundo, com marcas como Activia e Actimel, deve 60 por cento de sua receita aos produtos lácteos, um setor atingido por um salto nos preços do leite e pelos fracos gastos do consumidor na Europa, atingida por medidas de austeridade.

A Danone informou que vai fechar suas instalações em Casale Cremasco (Itália), Hagenow (Alemanha) e em Budapeste (Hungria) e, gradualmente, transferir a produção para a Bélgica, Polônia e França para tornar seu negócio de lácteos mais competitivo.

O negócio europeu de lácteos frescos da Danone emprega cerca de 9.000 pessoas em 19 fábricas. Enquanto o volume de vendas na Europa mostrou sinais de melhora gradual, houve enfraquecimento do negócio na Itália, Alemanha e Hungria, levando a alguma capacidade excedente, disse a empresa.

"A situação geral na Europa está melhorando, mas temos que lidar com situações locais", disse uma porta-voz da Danone, apontando que as vendas de lácteos frescos na Hungria caíram 20 por cento entre 2011 e 2013.

(Por Dominique Vidalon)

Tudo o que sabemos sobre:
ALIMENTOSDANONEFABRICAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.