Danone tem lucro maior, mas vendas de laticínios desaceleram

A Danone apresentou nesta quinta-feira uma queda nas vendas em volume na unidade de lacticínios, motivada por um aumento de preços, o que ofuscou os ganhos acima do esperado apurados pelo grupo francês.

REUTERS

28 de julho de 2011 | 09h35

As vendas de lacticínios, que respondem por cerca de 60 por cento do total da Danone, cresceram 5,5 por cento no trimestre passado, refletindo uma ligeira queda de 0,2 por cento em volume e um aumento de preços de 5,7 por cento.

O vice-presidente financeiro da Danone, Pierre-Andre Terisse, afirmou em teleconferência que a companhia focará em melhora de margens e no desenvolvimento de marcas da unidade russa recém-adquirida Unimilk, em vez de aumento de volume.

A empresa manteve sua perspectiva de vendas e margens para o fechado do ano, e a expectativa de aumento dos preços de commodities em 2011.

O executivo disse que o grupo está confiante quanto ao segundo semestre, considerando que os preços de matérias-primas "provavelmente" atingiram o pico no primeiro semestre, ainda que as tendências de consumo tenham permanecido "difíceis".

O lucro operacional da Danone no primeiro semestre cresceu 6,9 por cento, para 1,396 bilhão de euros (2,01 bilhões de dólares), enquanto as vendas subiram 8,7 por cento, para 9,728 bilhões de euros.

O resultado operacional superou a previsão de analistas de 1,384 bilhão de euros segundo pesquisa da Reuters. A estimativa para aumento das vendas era de 7,7 por cento.

Tudo o que sabemos sobre:
ALIMENTOSDANONERESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.