Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Decisão sobre preço de barril aguarda laudo da ANP, diz fonte

A reunião em Brasília entre o governo e a Petrobras sobre o preço do barril do petróleo que será usado na capitalização da empresa terminou por volta das 20h de quarta-feira sem uma decisão final, segundo uma fonte próxima às negociações.

REUTERS

25 de agosto de 2010 | 20h34

De acordo com a fonte, a decisão sobre o preço depende de um laudo definitivo da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) que não teria ficado pronto a tempo para as discussões.

"A reunião terminou sem decisão e não tem nenhum outro encontro marcado", disse a fonte, acrescentando que não existe nenhuma programação relacionada à capitalização na agenda governamental dos envolvidos.

Na quinta-feira, o ministro de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, assina o contrato de concessão da usina hidrelétrica de Belo Monte.

Na sexta-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, participam de um evento da estatal em Pernambuco.

A reunião sobre o preço do barril que será utilizado na capitalização começou às 10h da quarta-feira e se prolongou por todo o dia com uma pausa para almoço.

Enquanto o governo tenta elevar o preço do barril para conseguir maior valor por suas reservas de pretróleo, a chamada cessão onerosa, a Petrobras busca reduzir o preço para que o desembolso da empresa seja menor.

O governo pretende que o barril custe em torno de 8 dólares, e a Petrobras defende um valor próximo a 6 dólares.

(Reportagem de Denise Luna)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAPETROBRASPRECO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.