Déficit da Previdência Social recua 7,6% em julho

No sétimo mês do ano, déficit da Previdência Social somou R$ 2,565 bilhões

Célia Froufe, da Agência Estado,

26 de agosto de 2010 | 10h25

A Previdência Social registrou um déficit de R$ 2,565 bilhões em julho, segundo dados divulgados pelo Ministério da Previdência Social. O valor é 7,6% menor ao resultado de junho (R$ 2,776bilhões) e 20,6% abaixo do número de julho de 2009, quando o déficit somou R$ 3,230bilhões.

O valor de julho é resultado de uma arrecadação líquida de R$ 16,844 bilhões e uma despesa com pagamentos de benefícios previdenciários de R$ 19,410 bilhões. Todos os valores anteriores a junho são corrigidos pelo INPC. Os dados estão em linha com a divulgação feita, mais cedo, pelo Tesouro Nacional.

Em julho de 2009, o déficit da Previdência havia sido de R$ 3,230 bilhões e, em junho deste ano, o saldo ficou negativo em R$ 2,776 bilhões. O déficit da Previdência registrou uma queda de 7,6% na comparação de julho com junho e uma redução de 20,6% em julho na comparação com o mesmo mês de 2009.

Nos primeiros sete meses de 2010, o déficit da Previdência somou R$ 25,381 bilhões, o que significa uma leve diminuição de 1,6% na comparação com o período de janeiro a julho de 2009 - quando o saldo ficou negativo em R$ 25,787 bilhões. Nos primeiros sete meses deste ano, a Previdência arrecadou R$ 112,255 bilhões, mas teve despesas no valor de R$ 137,636 bilhões no período. Os valores acumulados também são corrigidos pelo INPC.

A arrecadação cresceu 10,4% de janeiro a julho em relação ao mesmo período do ano passado, quando somou R$ 101,683 bilhões, e o pagamento de benefícios previdenciários avançou 8% nesses meses. De janeiro a julho de 2009, essas despesas somaram R$ 127,470 bilhões. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.