Déficit de transações correntes registra maior rombo mensal em novembro

Por outro lado, o IED de novembro somou US$ 3,732 bilhões, o segundo maior patamar para novembro da série iniciada em 1947

Fernando Nakagawa e Fabio Graner, da Agência Estado,

21 de dezembro de 2010 | 13h34

O déficit de transações correntes registrado no mês passado - de US$ 4,696 bilhões - foi o maior rombo mensal da série histórica para os meses de novembro. De acordo com dados das séries históricas do BC, o saldo superou o recorde anterior registrado em novembro de 2009, quando o saldo negativo somou US$ 3,273 bilhões.

Por outro lado, o Investimento Estrangeiro Direto (IED) de novembro somou US$ 3,732 bilhões, o segundo maior patamar para novembro da série iniciada em 1947 - atrás apenas de novembro de 2000 (US$ 5,722 bilhões). O chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes, observou que o número é positivo porque mostra disseminação em setores e de valores nos investimentos produtivos. 

Tudo o que sabemos sobre:
déficitconta correnteIED

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • O Pix é seguro? Veja dicas de especialistas sobre o sistema de pagamentos
  • 13º salário: quem tem direito, datas e como a pandemia pode afetar o cálculo
  • Renda básica: o que é, quais os objetivos e efeitos e onde é aplicada

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.