Déficit em conta corrente fica em US$ 4,9 bi em agosto

No acumulado do ano até o mês passado, a conta corrente registra um saldo negativo de US$ 33,784 bilhões

Eduardo Rodrigues e Fernando Nakagawa, da Agência Estado,

23 de setembro de 2011 | 10h37

O déficit de transações correntes no Brasil ficou em US$ 4,862 bilhões em agosto, segundo dados divulgados há pouco pelo Banco Central. O resultado negativo ficou acima das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções, que esperam um déficit entre US$ 2,2 bilhões e US$ 4,3 bilhões, com mediana negativa em US$ 2,8 bilhões.

No acumulado do ano até o mês passado, a conta corrente registra um saldo negativo de US$ 33,784 bilhões. Em relação ao PIB, o déficit nos oito primeiros meses de 2011 ficou em 2,07%. Nos últimos 12 meses até agosto, o déficit em transações correntes alcança US$ 49,738 bilhões, o equivalente a 2,13% do PIB.

Setembro

O déficit em conta corrente deve chegar a US$ 3 bilhões em setembro, adiantou o chefe do departamento econômico do Banco Central, Túlio Maciel. Em agosto, o saldo foi negativo em US$ 4,862 bilhões. Segundo ele, os ingressos de investimentos estrangeiros diretos (IED) somam US$ 4,4 bilhões em setembro até hoje. Para o Banco Central, essa conta deve chegar a US$ 5 bilhões até o fim do mês.

Também em setembro até hoje o déficit em viagens internacionais chega a US$ 591 milhões. Em agosto, o saldo negativo foi de US$ 1,297 bilhão. "As viagens ao exterior mostram arrefecimento mais significativo em setembro. A queda do déficit no mês já pode ser efeito do câmbio", avaliou Maciel.

O economista citou que as projeções do Banco Central para 2012 serão divulgadas apenas no relatório trimestral de inflação, que será divulgado em dezembro. No ano passado, as previsões da autoridade monetária para 2011 foram anunciadas no relatório de setembro.

Tudo o que sabemos sobre:
déficitconta corrente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.