Delta Air Lines apoiará plano dos EUA de assistência para vendas da Boeing

O presidente-executivo da Delta Air Lines deve dar apoio para a assistência do Export-Import Bank dos Estados Unidos para vendas de jatos grandes da Boeing, suavizando sua postura num momento em que críticos elevam a pressão para encerrar a agência, noticiou o Wall Street Journal.

REUTERS

24 de junho de 2014 | 08h55

A Delta Air Lines tem argumentado há um bom tempo que o financiamento do Ex-Im Bank permite que competidoras internacionais comprem aviões da Boeing em melhores condições de crédito do que a empresa pode obter.

O presidente-executivo da Delta, Richard Anderson, planeja usar um discurso no Clube Aero em Washington nesta terça-feira para distanciar a empresa dos pedidos de alguns republicanos e defensores públicos para encerrar o banco, disse o Wall Stret Journal.

De acordo com um rascunho do discurso obtido pelo jornal, Anderson deve propor que o banco continue apoiando as vendas de jatos grandes da Boeing para um número limitado de companhias aéreas que não possuem outras opções de financiamento, pelo menos enquanto a rival Airbus tiver apoio similar na Europa.

(Por Supriya Kurane em Bangalore)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASDELTABOEING*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.