Delta Air Lines conversa com Embraer e outras sobre encomendas

A companhia aérea norte-americana Delta Air Lines está negociando com Boeing, Airbus, Embraer e Bombardier sobre uma possível encomenda de aeronaves, disse um executivo da empresa na quarta-feira.

REUTERS

16 de fevereiro de 2011 | 22h16

"Vamos conversar com todos", disse o presidente da empresa, Edward Bastian, durante um almoço no Aeroclube de Atlanta.

A Delta, que tem sua sede em Atlanta, divulgou no início do ano que havia enviado pedidos de propostas aos fabricantes para ao menos 200 aviões de cabine estreita e opções para mais 200 unidades a fim de substituir uma frota que está envelhecendo.

"Eu diria que não será tomada nenhuma decisão durante vários meses", afirmou Bastian. "Devemos considerar o melhor produto, o melhor serviço, que encaixe no plano que já temos estabelecido."

Bastian disse que o Dreamliner 787 da Boeing era uma inovação que o setor precisava, mas que a Delta quer ver o que acontecerá com o avião, que já está quase três anos atrasado em relação ao plano original.

No ano passado, a Delta disse que adiou pedidos de 18 aviões 787 até 2020 para 2022, em relação a um cronograma de entrega original de 2008 para 2010.

(Reportagem de Karen Jacobs)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASDELTAEMBRAER*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.