Delta Air Lines tem prejuízo menor que o esperado no 1º tri

Companhia aérea  prevê que aumentos de tarifas e cortes de capacidade ajudem a compensar custos maiores com combustível

Reuters,

26 de abril de 2011 | 12h08

A Delta Air Lines divulgou um prejuízo de primeiro trimestre menor que o esperado e prevê que aumentos de tarifas e cortes de capacidade ajudem a compensar custos maiores com combustível.

O vice-presidente financeiro da companhia, Hank Halter, enviou memorando aos funcionários nesta terça-feira, 26, afirmando que a Delta está ajustando tarifas "com objetivo de recapturar o custo total de combustível em todos os voos, todos os dias".

As companhias aéreas aumentaram preços de passagens este ano em meio à elevação dos preços do petróleo que ameaça eliminar a recuperação da indústria das crises de 2008 e 2009. As empresas estão registrando demanda melhor, mas os custos também estão subindo.

A Delta, segunda maior companhia aérea atrás da United Continental Holdings, também está sendo atingida por fraqueza no mercado japonês, após os terremotos e tsunami que impactaram o nordeste do Japão, em março.

A companhia teve prejuízo líquido de US$ 318 milhões, ou US$ 0,38 por ação, melhor que a média de previsões de analistas, de US$ 0,50 por ação, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S. Um ano antes, o prejuízo tinha sido de US$ 256 milhões, ou US$ 0,31 por ação.

A receita trimestral subiu 13%, a US$ 7,75 bilhões, ante US$ 7,61 bilhões esperados por analistas. As despesas operacionais, porém, subiram 16%, com os custos com combustíveis disparando 29%.

(Por Karen Jacobs)

Tudo o que sabemos sobre:
DeltapassagenspreçoscombustíveisEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.