ANSA via AP
ANSA via AP

Delta Air Lines volta a operar após grande falha em sistema

Falta de energia causou problemas nos computadores globais da empresa e o cancelamento de mais de 300 voos

Dow Jones Newswires

08 de agosto de 2016 | 10h25

NOVA YORK - A Delta Air Lines, segundo maior companhia aérea dos Estados Unidos por tráfego, afirmou que alguns voos voltavam a operar após uma falta de energia ter causado problemas nos computadores globais da empresa e o cancelamento de mais de 300 voos.

Apesar do retorno das operações, a Delta alertou em sua página na internet que os cancelamentos e atrasos irão continuar. A companhia aérea também informou que pode ocorrer algum tempo de atraso na exibição de status precisos de voos no site, aplicativo, representantes nos telefones e nos aeroportos. 

A Delta declarou que cancelou 365 voos e operou 1.260 voos, dos cerca de 6 mil voos programados para hoje. A falta de energia atrasou voos que esperavam para decolar, mas aviões em rota operavam normalmente. 

A Delta conseguiu lidar com grandes problemas de energia nos últimos anos, mas o incidente de hoje demonstra a vulnerabilidade de seu sistema e levanta questões sobre como um apagão em Atlanta, local de sua base, pode afetar o sistema global da companhia. 

A empresa informou que os problemas com o sistema de computação e com as operações globais começaram com uma queda de energia em Atlanta na madrugada, cerca de 2h30 (hora local). 

A empresa está se esforçando para limitar a frustração dos cliente, em parte ao permitir que as pessoas alterem suas reserva sem custo adicional, mesmo se o seu voo não foi cancelado. Mesmo assim, diversos clientes expressaram seu descontentamento.

Tudo o que sabemos sobre:
DeltaAviaçãoAeroporto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.