Delta não ampliará participação na Gol, diz presidente

O presidente da Delta Air Lines, Ed Bastian, disse, na manhã desta terça-feira, que a companhia aérea norte-americana não tem intenção de aumentar a sua participação na brasileira Gol. A aliança foi fechada em dezembro do ano passado, após um investimento de US$ 100 milhões, o que deu à Delta um assento no conselho de administração da empresa brasileira.

FERNANDA GUIMARÃES, Agencia Estado

26 de junho de 2012 | 12h09

"Nós estamos muito satisfeitos com o investimento da Gol e não temos intenção de aumentar a nossa participação. É uma aliança estratégica e não financeira. Esperamos que seja uma parceria de longo prazo e para continuarmos expandindo a nossa cobertura", disse o presidente da Delta.

Sobre a concorrência no mercado brasileiro com a Latam, empresa que foi criada após a fusão entre a chilena Lan e a brasileira TAM, o presidente da Delta disse que a aliança com a Gol também foi uma resposta a esse movimento. "Estamos satisfeitos com a posição que temos e achamos que vamos responder muito bem à concorrência da Latam", disse o executivo. "Sabíamos que tínhamos que ter um parceiro local, mas não precisamos ser proprietários de uma empresa, mas sim ter um parceiro para conseguir concorrer. Essa parceria vai ter sucesso para lidar com o aumento da concorrência", afirmou.

O executivo disse, ainda, que a companhia estava ciente das "dificuldades vividas pela Gol" no momento em que a parceria foi fechada no ano passado, mas que a empresa acredita que a companhia aérea brasileira está "se saindo bem".

"O Brasil é um investimento de longo prazo. O efeito do preço do petróleo traz volatilidade e pode afetar a empresa no curto prazo, mas a equipe da Gol está gerindo isso muito bem. A Gol está fazendo um excelente trabalho e o relacionamento está funcionando exatamente como se esperava", disse Bastian.

Tudo o que sabemos sobre:
Delta Air Linesevento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.