Delta revê procedimentos após agulhas em sanduíches

A empresa Delta Air Lines disse que está tomando medidas adicionais para garantir a segurança dos alimentos servidos a bordo, depois de agulhas de costura serem encontradas em sanduíches oferecidos em quatro voos procedentes de Amsterdã, na Holanda, para os Estados Unidos.

Reuters

20 de julho de 2012 | 13h27

A polícia federal norte-americana (FBI) anunciou uma investigação criminal sobre o caso.

A Delta informou que, "por excesso de cautela", vai substituir os sanduíches por pizzas nos voos oriundos da capital holandesa que têm a alimentação fornecida pela empresa Gate Gourmet, subsidiária do grupo suíço Holding AG.

A Gate disse que também está investigando o "perturbador incidente". "Estamos tratando isso como um ato criminal", disse a empresa.

Autoridades holandesas também prometeram examinar o caso.

Seis sanduíches servidos em voos da Delta tinham objetos suspeitos, segundo uma porta-voz da empresa. Supostas agulhas foram descobertas por dois passageiros com destino a Minneapolis e um indo para Atlanta.

Um agente federal que acompanhava outro voo Amsterdã-Atlanta também relatou ter encontrado um sanduíche adulterado. Inspeções posteriores da Delta localizaram mais dois sanduíches com objetos suspeitos no voo para Seattle.

(Reportagem de Karen Jacobs, em Atlanta; de Susan Heavey, em Washington; de Caroline Copley, em Zurique; e de Ivana Sikularac, em Amsterdã)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASDELTAREFEICOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.