Demanda doméstica tente a continuar robusta

Cenário é consequência de fatores de estímulo, como o crescimento da renda e a expansão ‘moderada’ do crédito, afirma Banco Central

Adriana Fernandes e Fernando Nakagawa, da Agência Estado,

26 de abril de 2012 | 09h27

BRASÍLIA - A ata do Comitê de Política Monetária (Copom), divulgada nesta quinta-feira (26) pelo Banco Central, avalia que a demanda doméstica "tende" a se apresentar robusta, especialmente o consumo das famílias. Esse cenário ocorre, segundo o BC, em grande parte devido aos efeitos de fatores de estímulo, como o crescimento da renda e a expansão "moderada" do crédito. Segundo o documento, esse ambiente tende a prevalecer neste e nos próximos semestres, quando a demanda doméstica será impactada pelos efeitos das ações de política recentemente implementadas. Esses efeitos são defasados e cumulativos. 

Na ata anterior, de março, trecho semelhante tinha uma avaliação um pouco diferente e dizia que a "demanda doméstica ainda se apresenta robusta", especialmente o consumo das famílias, em grande parte devido aos efeitos de fatores de estímulo, como o crescimento da renda e a expansão do crédito. A palavra "moderada" foi incluída na trecho da ata de hoje. As diferenças entre a ata de hoje e a divulgada em março sinalizam uma mudança na avaliação dos integrantes do BC em relação à demanda e ao comportamento do crédito. 

A ata de hoje repete avaliação anterior de que Copom pondera que iniciativas recentes reforçam um cenário de contenção das despesas do setor público. O Copom também destaca que se apresenta como importante fator de contenção da demanda agregada o ainda frágil cenário internacional. Na ata de março, o Copom fazia uma referência diferente ao cenário internacional, afirmando que havia uma "persistente deterioração do cenário internacional". 

"Esses elementos e os desenvolvimentos no âmbito parafiscal são parte importante do contexto no qual decisões futuras de política monetária serão tomadas, com vistas a assegurar a convergência tempestiva da inflação para a trajetória de metas", diz a ata de hoje.

Tudo o que sabemos sobre:
Banco CentralCopomconsumo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.