Demanda global por aço deve atingir recorde em 2010, prevê associação

Em 2010, demanda deve somar 1,241 bilhão de toneladas e, em 2011, 1,306 bilhão de toneladas

Marcílio Souza, da Agência Estado,

20 de abril de 2010 | 09h11

A demanda global aparente de aço em 2010 deverá crescer 10,7% em comparação com a de 2009, impulsionada pela forte demanda nos mercados emergentes, previu a Associação Mundial de Aço nesta terça-feira.

 

A demanda global aparente, que leva em consideração a demanda por aço tanto por parte de usuários finais quanto de intermediários, como distribuidores, deverá atingir 1,241 bilhão de toneladas em 2010; o nível é superior ao registrado em 2007, quando a demanda havia atingido um recorde de alta. Em 2011, a demanda deverá aumentar 5,2%, para 1,306 bilhão de toneladas, projeta a Associação. Seus membros representam cerca de 85% da produção mundial de aço.

 

As estimativas anunciadas hoje são melhores do que as que foram apresentadas em outubro do ano passado, quando a Associação disse que a demanda aparente de aço deveria aumentar 9,2% em 2010. A revisão resultou do forte crescimento previsto para os mercados emergentes, embora a Associação acredite que a demanda aparente na China vá aumentar apenas 5% este ano.

 

A Associação disse também que a produção global de aço bruto em março aumentou 30,6% em comparação com a de igual mês do ano passado, para 120 milhões de toneladas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
demandaaçoemergentes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.