Reuters
Reuters

Demanda por voos da Latam cai 12% no País

Em setembro, companhia aérea transportou mais de 2 milhões de passageiros, número que representa queda de 11,2% em relação ao mesmo período do ano passado

Luciana Collet, O Estado de S.Paulo

11 de outubro de 2016 | 23h06

O Grupo Latam Airlines divulgou suas estatísticas preliminares de tráfego para setembro de 2016. A demanda por voos domésticos no Brasil, medida em passageiros quilômetros transportados (RPK), recuou 12,6% no mês passado, em relação a setembro de 2015.

Já a oferta, medida em assentos quilômetros disponíveis (ASK), teve retração 12,7%, na mesma base de comparação. Com isso, a taxa de ocupação avançou 0,2 ponto porcentual no período, para 81,9%.

Ao longo do mês de setembro, a Latam transportou nos voos domésticos nacionais 2,273 milhões de passageiros, o que corresponde a uma queda de 11,2% frente ao mesmo mês do ano passado.

Apesar do fraco desempenho da companhia aérea no Brasil, em todo sistema Latam, incluindo os voos domésticos em todos os demais países em que opera e também os voos internacionais, o tráfego de passageiros se manteve estável em setembro, enquanto a oferta diminuiu 1,2%.

Como resultado, a taxa de ocupação para o mês de setembro aumentou 1 ponto porcentual, alcançando 84,8%.

Destinos externos. O tráfego internacional de passageiros representou aproximadamente 57% do tráfego total de passageiros da companhia aérea no mês. Neste segmento, a demanda cresceu 4,5% em setembro, enquanto a oferta ampliou-se em 2,1%, levando a taxa de ocupação a subir 2 pontos porcentuais, para 88,2%.

Já a operação doméstica em países de língua espanhola (Chile, Peru, Argentina, Equador e Colômbia) registrou um avanço de 8,5% da demanda e de 9,7% na oferta. Com isso, a taxa de ocupação caiu 0,9 ponto porcentual, para 79,2%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.