Demanda por voos durante Copa foi menor que a esperada, diz Avianca

A empresa aérea Avianca viu uma queda maior que a esperada na demanda por voos durante a realização da Copa do Mundo até o momento, disse o presidente da companhia, José Efromovich, nesta quinta-feira.

REUTERS

10 de julho de 2014 | 16h17

Embora não tenha dado números, o executivo afirmou que nas cidades sedes a taxa de ocupação foi boa, mas naquelas que não receberam jogos do torneio a taxa de ocupação das aeronaves caiu muito.

"O fato de ter diminuído não foi surpresa, mas diminuiu um pouco mais que o esperado", afirmou Efromovich.

As empresas aéreas já vinham afirmando que esperavam queda de demanda e taxa de ocupação durante a Copa, em virtude do recuo nas viagens de negócios por causa de adiamento de eventos como congressos e reuniões.

(Por Roberta Vilas Boas)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASAVIANCACOPA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.