Deságio em leilão de energia eólica chega a 10%, licitação segue

O primeiro leilão de projetos de energia eólica já se estendia há quase cinco horas, em sua 46a rodada. O preço do megawatt estava em 167,35 reais, o que significa um deságio de cerca de 10 por cento ante o valor máximo definido pelo governo, de 189 reais.

REUTERS

14 de dezembro de 2009 | 16h14

A cada rodada desta etapa do leilão, as reduções de preço são uniformes, de 0,27 por cento. Ainda não havia informações sobre o volume de energia licitado.

A Empresa de Pesquisa Energética habilitou 339 projetos para a licitação. Os empreendimentos possuem capacidade combinada de 10 mil megawatts, o equivalente a uma vez e meia o complexo hidrelétrico do rio Madeira, com as usinas de Jirau e Santo Antonio.

Os Estados do Ceará e do Rio Grande do Norte são os que concentram a maior quantidade de empreendimentos no leilão. Juntos, os dois Estados correspondem a 6.144 megawatts habilitados para a licitação.

(Por Cesar Bianconi)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIALEILAOEOLICAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.