Desemprego na França aumenta 1,2% em outubro, para 2,81 milhões

Agora, o presidente francês Nicolas Sarkozy tem apenas um mês para cumprir promessa de reduzir o desemprego para menos de 9% antes do final do ano

Gabriel Bueno, da Agência Estado,

28 de novembro de 2011 | 19h00

O aumento no número de pessoas procurando ativamente emprego na França acelerou em outubro, informou o Ministério do Trabalho francês nesta segunda-feira, 28. A informação é mais uma evidência de que a segunda economia da zona do euro é bastante atingida pela atual desaceleração global.

O número de pessoas que procuravam emprego categoria A subiu na França em outubro para 2.814.900, 1,2% a mais que no mês anterior e 4,9% a mais que o registrado em outubro de 2010.

O aumento no desemprego, que chegou a 9,1% no segundo trimestre, enfraquece mais a posição do governo na campanha eleitoral à presidência no próximo ano. O presidente Nicolas Sarkozy deve concorrer a um segundo mandato - ele tem agora só mais um mês para cumprir sua promessa de reduzir o desemprego para abaixo de 9% antes do fim do ano. Segundo as mais recentes previsões do escritório nacional de estatísticas (Insee, na sigla em francês), o governo não conseguirá cumprir sua meta e o desemprego deve subir mais, chegando a 9,2% no fim do ano. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
aumentodesempregofrança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.