Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Dilma fechará seu governo com inflação acima do centro da meta de 4,5%

O próximo presidente terá que enfrentar uma alta da inflação, já que o BC projeta um aumento de 5,4% para 5,5% do IPCA em 12 meses do primeiro para o segundo trimestre de 2015

Adriana Fernandes, Célia Frofe e Eduardo Cucolo, da Agência Estado,

27 de junho de 2013 | 09h48

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff vai fechar o seu governo sem conseguir fazer a convergência da inflação para o centro da meta de inflação de 4,5%. Para piorar, o próximo presidente já terá que enfrentar uma alta da inflação, já que o BC projeta um aumento de 5,4% para 5,5% do IPCA acumulado em 12 meses do primeiro para o segundo trimestre de 2015. Pelo cenário de referência, o IPCA fechará o governo Dilma em 5,4%. O valor está abaixo, no entanto, do IPCA de 5,91% registrado em 2010, no último ano do governo Lula.

Em 2013, ao contrário do que prometeram o presidente do BC, Alexandre Tombini, e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, a inflação não vai cair em 2013. O IPCA fechará, pelas projeções do BC, em 6%, acima dos 5,84% registrados no ano passado. No início do governo, a presidente Dilma se comprometeu publicamente com a convergência da inflação para o centro da meta. O presidente do BC chegou a afirmar que a convergência se daria no segundo semestre deste ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.