Dilma manterá Gabrielli na presidência da Petrobrás

Assessoria da presidente eleita confirmou decisão adiantada por Lula nesta quarta-feira

Chiara Quintão e Andrea Jubé Vianna, da Agência Estado,

29 de dezembro de 2010 | 13h23

A assessoria da presidente eleita Dilma Rousseff confirmou nesta quarta-feira, 29, que o presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli, será mantido no cargo. Ontem, Gabrielli esteve reunido por mais de duas horas com Dilma, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), ocasião em que foi feito o convite para que ele permanecesse à frente da empresa.

Dentro do PT, a expectativa, no entanto, é de que Gabrielli deixe o cargo antes do fim do mandato de Dilma para assumir uma secretaria de peso no governo de Jaques Wagner na Bahia. O presidente da Petrobrás é apontado como candidato do PT ao governo da Bahia em 2014.

Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva havia dito nesta quarta-feira que a presidente eleita Dilma Rousseff iria manter José Sérgio Gabrielli como presidente da Petrobrás. "Ontem, a querida companheira Dilma anunciou a continuidade de Gabrielli", disse Lula, durante a cerimônia de lançamento da pedra fundamental da Refinaria Premium II, que será instalada no Ceará.

"Gabrielli acabou de falar o que eu queria ouvir, que a refinaria vai ser em Caucaia (CE)", disse Lula. O presidente ressaltou que "política não é feita só de realizações, mas também de gestos". "Eu precisava do gesto de voltar ao Ceará para assumir o compromisso de que o Ceará terá finalmente a tão sonhada refinaria que tanta gente prometeu e não conseguiu fazer", disse. O presidente disse que "não foram poucos os políticos cearenses que prometeram a refinaria" e acrescentou: "Eu nunca prometi".

Segundo Lula, há sete anos, a avaliação da Petrobrás era de que o País não precisava de mais refinarias. "Eles engoliram a língua agora", afirmou, citando as refinarias do Ceará, do Pernambuco, do Maranhão, do Rio Grande do Norte e do Rio de Janeiro. "As refinarias de Fortaleza e do Maranhão são por conta do pré-sal, porque queremos exportar produto com mais valor agregado para trazer mais dinheiro para o povo brasileiro."

O presidente informou que a análise geotécnica do terreno para as refinarias começa hoje e que ainda há problemas na área. Serão feitos 520 poços de sondagem na área. "Já foram feitos 300 buracos. Faltam 200."

Lula sugeriu que o governador reeleito do Ceará Cid Gomes e o presidente da Petrobrás definam um calendário para a Refinaria Premium II e apresentem o cronograma a Dilma, ao Ministério do Meio Ambiente e ao Instituto Nacional do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama) para que haja acompanhamento da obra. "Às vezes, a gente pensa que está tudo bem (com a obra) e (o processo) para na mão de um companheiro do Ibama, ou do Ministério Público. A gente pensa que vai inaugurar e nem começou", disse.

Lula afirmou ainda que, possivelmente, o Nordeste elegeu, em 2010, "a melhor safra de governadores" que a região já teve. "Todos são jovens, preparados. O povo não verá mais sua imagem mostrada pela miséria, pelo analfabetismo. Agradeço, de coração, a reeleição do Cid, a eleição da companheira Dilma e os senadores que vocês elegeram."

(Texto atualizado às 15h33)

Tudo o que sabemos sobre:
PetrobrásGabrielliLulaDilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.