Diniz diz que vai avaliar a proposta junto com o Casino

O empresário brasileiro Abílio Diniz, cuja família controla o Grupo Pão de Açúcar (Companhia Brasileira de Distribuição, ou CBD) junto com o grupo francês Casino, afirmou que a proposta para fundir a CBD com a unidade brasileira do Carrefour terá benefícios consideráveis. Diniz também declarou que vai avaliar a proposta junto com o Casino.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

28 de junho de 2011 | 08h17

Uma fusão da CBD com o Carrefour traria enormes benefícios para os clientes como resultado de sinergias e economias de custos, ao passo que os acionistas receberiam mais valor, afirmou Diniz em um comunicado. O Carrefour informou hoje que recebeu uma proposta da Gama, uma empresa de investimento brasileira administrada pelo BTG Pactual, sugerindo que a companhia francesa e o CBD unam seus ativos no Brasil.

Diniz afirmou que vai avaliar a proposta junto com o Casino, já que as duas empresas estão ligadas por um pacto de acionistas. Diniz acrescentou que a decisão da sua família vai respeitar esse pacto. De acordo com o pacto de acionistas, o Casino tem a opção de assumir o controle da CBD em 2012. Ainda não está claro o que aconteceria com o pacto se a proposta de fusão seguir adiante. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.