Diplomata suspende abate de frangos em Xaxim (SC)

A empresa de aves Diplomata confirmou, por meio de nota oficial, que vai suspender os abates em sua unidade de Xaxim, no oeste de Santa Catarina. A empresa do deputado federal Alfredo Kaefer (PSDB-PR), com sede em Cascavel (PR), está em recuperação judicial desde o início de agosto passado, e já havia suspendido os abates em outros dois frigoríficos, em Londrina e Mandirituba, ambos municípios paranaenses. Segue em operação a planta de Capanema (PR).

TÁSSIA KASTNER, Agencia Estado

19 de novembro de 2012 | 11h45

No texto, a empresa alega que, desde o deferimento do pedido de recuperação judicial, a Justiça não teria concedido os pedidos feitos pela Diplomata para o andamento do processo, além de manter valores bloqueados. O frigorífico também contesta o despacho que destituiu a diretoria da empresa e questiona que novos gestores ainda não foram empossados.

No fim de outubro, a Justiça decidiu afastar a diretoria do abatedouro Diplomata por suspeita de transferência de bens a sócios e terceiros, o que poderia prejudicar o pagamentos das dívidas e o processo de recuperação judicial.

A empresa não soube informar quantos produtores de frangos ainda têm animais alojados, destinados à unidade de Xaxim, mas estimou um volume de 10 milhões de aves que ainda precisam ser abatidas. Os 5 mil funcionários entrarão em férias coletivas, informou a empresa.

Tudo o que sabemos sobre:
DiplomatasuspensãoabatesXaximSC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.