Diretora da Vale repudia bloqueio em mina na África

A diretora executiva da Vale, Vania Somavila, repudiou a forma como foi conduzido o protesto em Moatize, na África. Centenas de manifestantes bloquearam a entrada da mina para exigir compensações pelas perdas obtidas após o fechamento da fábrica de tijolos na área atualmente ocupada pela mina da Vale.

MÔNICA CIARELLI, Agencia Estado

17 de abril de 2013 | 17h37

Segundo ela, a mineradora está sempre aberta a conversar com a sociedade, mas ressalta que o bloqueio não é o melhor caminho para uma solução. A executiva participou nesta quarta-feira, 17, da assembleia de acionistas da Vale. No evento, a questão socioambiental dominou a pauta, com os acionistas cobrando maior participação da companhia nas comunidades próximas às unidades da Vale no Brasil e no exterior.

Tudo o que sabemos sobre:
ValeprotestoMoçambiquediretora

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.