Diretores do Fed citam dados fracos em decisão sobre taxa de redesconto

Dez dos 12 bancos distritais votaram pela manutenção da taxa, que é cobrada de bancos sobre empréstimos de emergência de curto prazo, em 0,75%

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

19 de julho de 2011 | 16h14

Os diretores do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) decidiram manter a taxa de redesconto estável devido a dados econômicos mais fracos do que o esperado, de acordo com a ata das reuniões realizadas de 9 de maio até 20 de junho divulgadas pela autoridade monetária. A taxa de redesconto é cobrada de bancos sobre empréstimos de emergência de curto prazo.

Dez dos 12 bancos distritais do Fed votaram pela manutenção da taxa de redesconto em 0,75%, de acordo com a ata. Os diretores dos Fed de Kansas City e do Fed de Dalas defenderam um aumento da taxa para 1%.

O banco central dos EUA tem mantido as taxas de juros baixas por um longo período a fim de estimular a economia.

Embora os preços mais altos da energia e outras commodities tenham impulsionado a inflação recentemente, os banqueiros esperaram, em geral, que a inflação recuaria, indicou a ata.

Muitos diretores do banco afirmaram que a recente alta dos preços restringiu o consumo, que é um condutor importante do crescimento econômico.

"Os diretores do Fed destacaram em geral que os dados econômicos recentes foram mais fracos do que o esperado e expressaram uma cautela maior sobre o provável ritmo de melhora da economia nos próximos trimestres", mostrou a ata.

Alguns diretores demonstraram preocupação que a incerteza sobre as políticas fiscal e regulatória estava pesando sobre os investimentos e contratações das empresas. O desemprego nos EUA está elevado e o setor de habitação continua abatido.

"Inúmeros diretores atribuíram o ritmo mais lento da recuperação, em parte, a fatores que seriam provavelmente transitórios, mas eles esperam que a recuperação será apenas moderadamente forte mesmo após esses fatores se dissiparem", de acordo com a ata. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
fedtaxa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.