Discurso de Bernanke sobre bancos alivia tensões e Wall St sobe

As bolsas de valores dos Estados Unidos subiram mais de 3 por cento nesta terça-feira, afastando-se dos recordes de baixas em 12 anos atingidos na véspera, após o chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, sinalizar que uma nacionalização dos bancos do país não deve ocorrer no momento. Bernanke disse que o valor significativo construído pelo bancos seria perdido se eles fossem para o Estado. Em testemunho ao Senado, ele acrescentou que embora haja um momento em que seja necessário fechar alguns bancos, esse não é o caso. As ações dos bancos subiram nesta terça-feira, um dia após notícias de que os Estados Unidos estivessem se preparando para tomar uma parte em ações ordinárias no Citigroup derrubarem os mercados. Os papéis do Citi saltaram 21,5 por cento no dia, para 2,60 dólares. Os do Bank of America avançaram 21 por cento, para 4,73 dólares. O índice financeiro do S&P teve ganho de 11,4 por cento. "Os comentários de Bernanke animaram os espíritos", disse Hugh Johnson, chefe de investimentos do Johnson Illington Advisors. "Um temor real que os investidores tinham é o setor público ficar envolvido demais com o setor privado." O Dow Jones avançou 3,32 por cento, para 7.350 pontos. O Standard & Poor's 500 teve alta de 4,01 por cento, a 773 pontos e o Nasdaq teve elevação de em 3,90 por cento, para 1.441 pontos. O ganho interrompeu uma sequência de seis dias de perdas doo S&P. Na segunda-feira, temores sobre o futuro dos bancos levaram o Dow e o S&P 500 para os menores níveis de fechamento desde 1997. A recuperação desta terça-feira foi generalizada. Entre os 30 componentes do Dow, apenas a Microsoft caiu. O componente de energia do S&P avançou 4,7 por cento. A Exxon Mobil e a Chevron estiveram entre os destaques do Dow, depois de o preço do petróleo subir quase 4 por cento. A Exxon avançou 4 por cento, para 72,09 dólares, e a Chevron ganhou 3,7 por cento, para 65,28 dólares. O petróleo subiu em meio a expectativas de que a oferta da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) será reduzida. O cartel reúne-se em 15 de março. Os investidores também compraram pechinchas no setor de tecnologia. A Apple subiu 3,8 por cento e o Google avançou 4,7 por cento.

REUTERS

24 de fevereiro de 2009 | 18h50

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.