Dívida da Grécia pode cair a 120% do PIB com ‘haircut’ de 50%, diz fonte

Segundo um estudo, se credores sofrerem desconto de 60% no valor líquido de seus bônus, dívida do país pode chegar a 110% do PIB

Ricardo Gozzi, da Agência Estado,

21 de outubro de 2011 | 17h16

A troica de credores da Grécia - União Europeia (UE), Fundo Monetário Internacional (FMI) e Banco Central Europeu (BCE) - compilou um estudo de sustentabilidade da dívida grega em meio a negociações sobre um desconto no valor líquido dos títulos da dívida da Grécia em mãos de credores privados, afirmou uma fonte na UE.

De acordo com a fonte, o estudo mostra que a dívida da Grécia, que encontra-se atualmente acima de 150% do produto interno bruto (PIB) do país, pode cair para cerca de 120% do PIB até 2020 se os credores privados sofrerem um haircut de 50%. O mesmo estudo mostra, segundo a fonte, que a dívida grega ficaria abaixo de 110% do PIB no mesmo período se o haircut alcançar 60%.

"Esses números são de estudados de caso. Esperamos que qualquer decisão de haircut seja tomada pelos líderes europeus até a quarta-feira. Ainda há desacordos entre a Alemanha e a França quanto à extensão do desconto", explicou a conte.

Os credores privados da Grécia já aceitaram um desconto de 21% no valor líquido de seus bônus como parte de um segundo pacote de resgate para a Grécia, acertado em julho. "Mas existe agora um consenso de que a sustentabilidade da dívida piorou substancialmente desde então e que um haircut mais profundo é necessário para que o nível de endividamento regresse a níveis sustentáveis", acrescentou a fonte.

As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
greciaajudahaircut

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.