Dívida do Japão deve chegar US$ 13,7 tri em março, afirma vice-ministro

Número foi calculado com base em métodos utilizados pelo Fundo Monetário Internacional

Roberto Carlos dos Santos, da Agência Estado,

21 de novembro de 2011 | 07h53

O vice-ministro das Finanças do Japão, Fumihiko Igarashi, previu que a dívida pública do país chegará a 1,056 quatrilhão de ienes (US$ 13,750 trilhões) em março de 2012, quando termina o ano fiscal, sugerindo que se tornará mais difícil manter o financiamento do enorme passivo utilizando a poupança interna.

Igarashi fez a previsão, segundo seus próprios cálculos, durante um seminário. O número, disse, foi calculado com base em métodos utilizados pelo Fundo Monetário Internacional. Ao fazer a declaração, o vice-ministro enfatizou a necessidade de o Japão implementar reformas orçamentárias para evitar os problemas que afligem as nações europeias.

A dívida do Japão está se aproximando do valor da poupança privada líquida do país, que é de 1,1 quatrilhão de ienes (US$ 14,319 trilhões). O montante é mais de duas vezes superior ao Produto Interno Bruto (PIB) anual e está entre os maiores entre os países industrializados - incluindo Itália e Espanha, que estão atualmente beirando a crise.

O Produto Interno Bruto do Japão para o ano fiscal que terminou em março de 2011 (não ajustado para mudanças de preços) foi de 475,8 trilhões de ienes (US$ 6,195 trilhões), segundo dados do governo japonês. As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
Japãodívida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.