Dívida pública interna cresce 1,03% em agosto para R$ 1,524 trilhão

Estoque da dívida externa cresceu 1,35% em relação a julho, encerrando agosto em R$ 93,5 bilhões

Fabio Graner e Eduardo Rodrigues, da Agência Estado,

23 de setembro de 2010 | 15h06

A dívida pública mobiliária federal interna (DPMFi) cresceu 1,03% em agosto, passando de R$ 1,509 trilhão em julho para R$ 1,524 trilhão. A dívida total aumentou 1,04% no mês ante o mês anterior, passando de R$ 1,601 trilhão para R$ 1,618 trilhão. Já o estoque da dívida externa cresceu 1,35% em relação a julho, encerrando agosto em R$ 93,5 bilhões.

Os gastos com juros da DPMFi totalizaram R$ 13,131 bilhões em agosto, enquanto os relativos à dívida externa somaram R$ 320,8 milhões.

A parcela de títulos prefixados da dívida pública mobiliária federal interna (DPMFi) aumentou de 34,13% em julho para 36,05% em agosto, segundo dados divulgados pelo Tesouro Nacional. Já a fatia de papéis atrelados a índices de preços caiu de 29,91% em julho para 27,98% do total da DPMFi em agosto. A parcela de títulos da dívida interna vinculada à Selic aumentou ligeiramente de 34,24% para 34,34% no mês de agosto.

A parcela da DPMFi com vencimento em 12 meses caiu de 29,16% em julho para 27,15% em agosto. Já o prazo médio da DPMFi aumentou de 3,43 anos em julho para 3,44 anos em agosto.

De acordo com os dados do Tesouro, o custo médio da dívida interna acumulado em 12 meses elevou-se de 10,89% ao ano em julho para 11% ao ano em agosto.

O Tesouro Nacional informou que nos meses de julho e agosto foram recomprados em valor de face R$ 361,55 milhões em títulos da dívida pública federal externa, o equivalente a US$ 205,56 milhões. O total financeiro desembolsado pelo Tesouro nessas operações foi de R$ 428,47 milhões, o equivalente a US$ 255,55 milhões.

"Ressalta-se que os títulos recomprados no período ainda não impactaram no estoque da dívida externa, uma vez que o processo de cancelamento não foi efetivamente concluído", explica o Tesouro.

Tudo o que sabemos sobre:
dívidaTesourotítulosgoverno

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.