Dona da American Airlines tem prejuízo abaixo do esperado

Empresa teve prejuízo líquido no quarto trimestre de US$ 97 milhões, contra perda de US$ 344 milhões um ano antes

Reuters,

19 de janeiro de 2011 | 13h54

A AMR Corp, controladora da American Airlines, divulgou um prejuízo trimestral menor que o previsto, com um aumento de 10,3% na receita.

A empresa teve prejuízo líquido no quarto trimestre de US$ 97 milhões, ou US$ 0,29 por ação, contra perda de US$ 344 milhões, ou US$ 1,03 por ação, um ano antes.

Os resultados do último trimestre de 2010 incluem o impacto negativo sem efeito caixa de US$ 28 milhões pela reavaliação de ativos. Sem isso, o prejuízo da empresa teria sido de US$ 69 milhões, ou US$ 0,21 por ação. Analistas esperavam, nessa base, que a AMR apresentava prejuízo de US$ 0,32 por ação, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

A AMR teve receita trimestral de US$ 5,6 bilhões, crescimento de 10,3%. A companhia disse que seus custos trabalhistas caíram 1,2%, para US$ 1,7 bilhão. Mas especialistas geralmente consideram que os custos trabalhistas da AMR são altos quando comparados aos de suas pares.

Já as despesas com combustíveis aumentaram 12,9%, para US$ 1,7 bilhão. A empresa previu que as despesas com querosene de aviação serão um desafio significativo em 2011.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.