Dow Chemical aumenta preços em até 25% e corta produção

A Dow Chemical, maior fabricante deprodutos químicos dos Estados Unidos, informou nestaterça-feira que aumentará preços em até 25 por cento e que vaiinstituir sobretaxas de frete e cortar produção de algunsprodutos por causa da alta nos custos com energia. Os reajustes acontecem depois de alta de 20 por centopromovida no mês passado pela companhia que produz de plásticosa inseticidas. "Estamos tentando proteger nossas margens", disse opresidente-executivo da Dow, Andrew Liveris, à CNBC. A Dow informou que está promovendo uma série de medidas deredução de custos relativos a funcionários, instalações egastos de sua unidade automotiva por causa do declínio dasvendas de veículos nos Estados Unidos. Os custos da companhia com petróleo e gás e energiasaltaram quatro vezes nos últimos cinco anos para umaestimativa de 32 bilhões de dólares este ano. Os aumentos de preços anunciados em 28 de maio não foramsuficientes para cobrir toda a alta nos custos com energia,disse o executivo. Os preços do petróleo saltaram este ano 44 por cento. Emrelação ao último reajuste da Dow, os preços da commoditycresceram nove dólares. Já os preços do gás natural no anodispararam 75 por cento. (Por Matt Daily)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.