Dow fecha abaixo dos 12 mil com petróleo e bancos

As bolsas norte-americanas fecharamem forte queda nesta sexta-feira com o Dow fechando abaixo dos12 mil pontos, com os crescentes preços do petróleo e alertasde mais baixas contábeis de bancos relacionadas a hipotecas. O índice Dow Jones teve baixa de 1,83 por cento, a 11.842pontos. O Standard & Poor's 500 caiu 1,85 por cento, a 1.317pontos. O Nasdaq retrocedeu 2,27 por cento, a 2.406 pontos. Somando-se ao pessimismo, o S&P afirmou que pode cortar osratings da Ford, General Motors e Chrysler citando os estragosfinanceiros causados pelos altos preços do combustível. Asações da GM caíram 6,8 por cento e as da Ford despencaram 8,1por cento. Os preços do petróleo subiram 2 por cento, para 134,70dólares por barril, com tensões do Oriente Médio e um dólarfraco, aumentando os temores com inflação e gastos doconsumidor. A sessão já começou em tom negativo, com investidoresvendendo as ações de bancos comerciais após o Merrill Lynchafirmar que vê mais cortes de dividendos e a necessidade delevantar mais capitais em bancos no Bank of America, RegionsFinancial, SunTrust Banks e Wachovia . As ações do Merrill e outros bancos de investimentos tambémforam atingidas por rumores que circulavam entre operadores queo Merrill pode emitir um alerta de lucro e divulgar novasbaixas contábeis relacionadas aos ativos hipotecários. As açõesdo Merrill caíram 4,6 por cento para 35,95 dólares. Umporta-voz da Merrill Lynch não quis comentar o assunto. "Você tem diversos problemas aparecendo por conta dascontínuas baixas contábeis das hipotecas de alto risco", disseAngel Mata, diretora-gerente de operações de ativos listas daStifel Nicolaus Capital Markets. "Eu acho que os relatórios de lucros no segundo trimestresão esperados no piso das previsões", disse Mata. "O efeito dasituação do petróleo tem afetado significativamente oconsumo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.