EADS espera por decisão política rápida sobre plano com BAE

O grupo aéreo europeu EADS espera por decisões rápidas dos governos sobre seu plano de fusão com a empresa britânica de defesa BAE Systems, enquanto França e Alemanha realizam reuniões para discutir uma posição comum sobre a proposta de união.

Reuters

20 de setembro de 2012 | 10h28

"Nós continuamos com as conversas construtivas e esperamos um acordo logo", disse um porta-voz nesta quinta-feira. "Todos os dados estão na mesa."

O presidente francês, François Hollande, e a chanceler alemã, Angela Merkel, irão discutir os planos de fusão em uma reunião na Alemanha neste fim de semana.

França e Alemanha querem garantir que não perderão muita influência na controladora da fabricante Airbus, EADS. Os políticos alemães, em particular, têm apelado para garantias de emprego.

No início desta semana, fontes disseram que a BAE e a EADS poderiam desistir de um acordo que criaria um grupo ampliado que valeria 45 bilhões de dólares se muitas exigências fossem feitas pelos governos.

(Por Gernot Heller)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASEADSFUSALEGAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.