Economia da França sobe 0,2% no 4º tri; Reino Unido cai 0,3%

Na França, dados confirmaram um forte aumento do investimento conduzido pelas empresas no último trimestre de 2011

Agência Estado,

28 de março de 2012 | 03h15

No 4ºtrimestre de 2011, os países europeus mostraram dados distintos do crescimento da economia. Enquanto o Produto Interno Bruto (PIB) da França avançou, o Reino Unido registrou ligeira queda.

A economia da França expandiu-se 0,2% no quarto trimestre de 2011 (dados revisados) em comparação a igual trimestre de 2010, caindo, entretanto, em relação ao avanço de 0,3% assinalado no terceiro trimestre do ano passado, informou nesta quarta-feira o Instituto National de Estatística e Estudos Econômicos da França (Insee, na sigla em francês), confirmando a primeira leitura feita em fevereiro. Em 2011, o PIB da França cresceu 1,7%, ante expansão de 1,4% em 2010.

Os gastos das famílias, o principal fator de impulso do PIB na segunda maior economia da zona do euro, avançou 0,2% no quarto trimestre de 2011, ligeiramente inferior ao aumento de 0,3% registrado no terceiro trimestre do ano passado, informou o Insee.

Os dados do Insee confirmaram um forte aumento do investimento conduzido pelas empresas no último trimestre de 2011. O aporte total aumentou 1,1% no quarto trimestre do ano passado ante igual período de 2010, com os investimentos feitos por companhias não financeiras subindo 1,7% em relação a igual período de 2010.

As exportações subiram 0,6 pontos porcentuais no último trimestre de 2011, ante igual período do ano anterior, contribuindo para a expansão do PIB francês, ao passo que a contribuição das exportações no avanço do PIB foi de apenas 0,1 ponto porcentual no terceiro trimestre de 2011.

Reino Unido

A economia do Reino Unido se contraiu mais do que o calculado anteriormente no quarto trimestre do ano passado, em consequência do forte declínio na atividade do setor de serviços financeiros, segundo dados do Escritório para Estatísticas Nacionais (ONS, na sigla em inglês).

A revisão final do Produto Interno Bruto do período mostrou contração de 0,3%, em vez de queda de 0,2% como calculado antes. No terceiro trimestre houve crescimento de 0,6%. Na comparação com o quarto trimestre de 2010, o PIB britânico subiu 0,5%, e não 0,7% como pensado anteriormente. A expansão em todo o ano passado foi revisada de 0,8% para 0,7%.

Boa parte da revisão foi feita em consequência do novo cálculo para a produção do setor de serviços no quarto trimestre, que passou de uma leitura estável para queda de 0,1%.

De todo modo, o ONS afirmou que houve sinais de que os consumidores estão começando a se sentir mais confiantes, já que o consumo doméstico aumentou 0,4% - a primeira alta trimestral em seis trimestres. Mas a taxa de poupança das famílias diminuiu para 7,7% no quarto trimestre, de 7,9% no terceiro, sugerindo que os consumidores estão usando a poupança para consumir.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
FRANÇAPIB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.