Economia dos EUA está crescendo mais rápido do que pensamos, diz Greenspan

Para ex-presidente do Fed, é preciso monitorar de perto yields dos títulos do Tesouro norte-americano

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

28 de abril de 2010 | 18h05

O ex-presidente do Federal Reserve, Alan Greenspan, disse que a economia norte-americana está crescendo mais rápido do que se acredita e criticou a incapacidade dos EUA para suportar cortes no orçamento.

 

"A economia americana está acelerando mais rápido do que pensamos", afirmou Greenspan, sem se aprofundar no assunto, durante uma cúpula de finanças patrocinada pela fundação Peter G. Peterson. Ele disse, no entanto, que o governo dos EUA precisa prestar muita atenção aos yields dos Treasuries com vencimento em 10 e 30 anos.

 

"Se eles começarem a subir de forma significativa, isso sugeriria o fato de estarmos com problemas". Segundo ele, "uma vez que isso comece a acontecer, será preciso agir de forma relativamente rápida ou não conseguiremos deter" o avanço. Segundo Greenspan, o país tem cerca de um ano até que os yields dos Treasuries comecem a subir.

 

O ex-presidente do Federal Reserve também criticou os ambientes político e cultural dos EUA por considerá-los aparentemente avessos a cortes nos gastos públicos. Ele destacou a forte oposição aos cortes no orçamento do programa espacial norte-americano como um exemplo de como o governo e o país estão indispostos a reduzir as despesas, mesmo diante da potencial ameaça ao crescimento econômico. "O que me incomoda especificamente é que, nos últimos meses, estamos demonstrando uma absoluta incapacidade para cortar qualquer coisa", disse Greenspan

 

Greenspan também citou como exemplo a disputa entre a Casa Branca e o Congresso a respeito de um programa para construir aviões militares de carga. O presidente dos EUA, Barack Obama, disse que as aeronaves eram um exemplo de desperdício dos recursos públicos e o secretário de Defesa, Robert Gates, afirmou que quer o fim do programa, mas o Congresso está evitando isso. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAGreenspaneconomiaTreasuries

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.