EDF não aumentará participação na Areva, diz ministro francês

PARIS (REUTERS) - A empresa francesa do setor elétrico EDF não pretende aumentar a participação na empresa fabricante de reatores nucleares Areva, afirmou o ministro da Indústria francês, Eric Benson, nesta segunda-feira.

REUTERS

25 de julho de 2011 | 12h56

"Aumentar a participação da EDF na Areva no está na nossa agenda", disse Benson a jornalistas durante uma visita a uma planta nuclear.

Atualmente, a EDF tem participação de 2,24 por cento no capital da Areva. Cerca de 87 por cento do capital da companhia está nas mãos do estado, considerando o governo francês e holdings estatais.

(Por Benjamin Mallet)

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASAREVA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.