Eike diz que regras claras no mercado são atrativo para estrangeiros

No mesmo evento, Dima Rousseff elogiou o empresário em noite de premiação em São Paulo

Fernanda Guimarães e Jair Stangler,

31 de outubro de 2011 | 22h44

O empresário Eike Batista, afirmou nesta noite, que as regras claras dos contratos no mercado de capitais brasileiro são o atrativo para que "o investidor estrangeiro aposte no longo prazo". "O investidor estrangeiro entendeu o que eu faço", disse Batista, que ganhou o prêmio de 'Empresário mais respeitado do Brasil em 2011' pela revista Carta Capital, em São Paulo. "Os grandes projetos não acontecem em um trimestre, mas sim em seis ou sete anos" disse.

No mesmo evento Dilma afirmou que um país como o Brasil tem de ter orgulho de seus trabalhadores e seus empresários e destacou Eike Batista: "Escolhi uma pessoa e não uma empresa, porque os líderes empresariais é que fazem a diferença", disse.

Segundo ela, estar entre empresários antes de viajar para o G-20 é "inspirador". Os empresários brasileiros, em sua avaliação, têm anos de vivência de crise e sobrevivência das situações mais difíceis. "Isso é inspirador para o que acontece no mundo", afirmou. Segundo ela, não se trata de soberba, mas de inspiração para enfrentar os desafios.

Tudo o que sabemos sobre:
Eike BatistaDilma Rousseff

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.